Lou Reed batia em mulheres, diz nova biografia

24

Uma nova biografia sobre Lou Reed, líder do Velvet Underground que morreu em 2013, revela que ele teve um histórico de violência contra mulheres, divulgou o “Guardian”.

Escrito por Howard Sounes e intitulado “Notes from The Velvet Underground: The Life of Lou Reed” (Random House), o livro foca em torno do “processo criativo do artista, seus problemas mentais de saúde, sua bissexualidade, seus três casamentos e os seus vícios em drogas e álcool” e tem depoimentos de 140 amigos de Lou Reed, incluindo figuras da indústria musical, os integrantes da banda, celebridades, familiares, ex-mulheres e amantes.

Howard Sounes disse ao site The Daily Beast que o artista era “um monstro”. “Os obituários foram um tanto gentis, ele era um homem desagradável. Um monstro, de verdade. Realmente acho que a melhor palavra é ‘monstro'”, afirmou o autor da biografia não-autorizada.

Segundo o Daily Beast, Allan Hyman, amigo de colégio de Lou Reed, afirma que, em um jantar, ele se irritou com uma namorada e deu um soco na parte de trás da cabeça dela. Outro depoimento é de Bettye Kronstad, que se casou com Reed em 1973. Ela conta no livro que ele “era capaz de te jogar contra a parede. Brigar. Bater em você… Te chacoalhar… Certa vez ele até me deixou com um olho roxo.”

As informações são do G1.